Lewis Hamilton vence Gp de Eifel com recorde de vitórias

Foi realizada mais uma etapa do calendário mundial de fórmula 1. É a décima primeira na Alemanha com o gp de Eifel no circuito de Nurburgring. Um autódromo na cidade de Nurnburg próximo de Colônia e Frankfurt.

Um circuito inaugurado em 1927 e que tem 5.148 metros com 15 curvas. Na corrida de domingo com 60 voltas a pole foi do finlandês Valtteri Bottas. Logo na largada com pista seca mas temperaturas baixas com 18 graus na pista , Bottas e Hamilton proporcionaram um espetáculo a parte logo na primeira curva com um bom pega. Uma temperatura baixa que traz a tendência do “granning” nos pneus ou perda de aderência com o esfarelamento dos pneus. A Pirelli forneceu para esse gp os compostos C2 C3 e C4.

Uma corrida que teve bons pegas entre Ferrari/ Renault , Mc Laren/ Racing point e AlphaTauri/ Rbr. Na volta de número 15 Bottas errou à freada na curva o que proporcionou à ultrapassagem de Hamilton, não perdendo mais a posição. Enquanto isso Kimi Raikkonen que completou 323 gps disputava posição com George Russel quando num toque lateral fez Russel alçar voo lateral mas sem consequências graves.

O incidente custou a Raikkonen 10 segundos de punição. Para a surpresa da equipe Mercedes, Bottas entrou no box na volta de número 26 abandonando a corrida com problemas na unidade de potência. Uma pista que teve um bom acerto das equipes Racing point, Haas, Renault e AlphaTauri andando no pelotão da frente.

A grata surpresa da corrida ficou com Nico Hulkenberg. O piloto foi chamado às pressas para substituir Lance Stroll da Racing point que teve problemas estomacais. Sem poder treinar para acertar bem o carro, Nico largou em último e fez uma corrida boa chegando em oitavo lugar. O público esteve limitado a 20 mil pessoas.

Atrás de Hamilton, Max Verstappen da RBR numa corrida excelente esteve sempre na alça de mira do britânico fazendo a volta mais rápida da prova em 1:28:139. O Safety car foi acionado uma vez agrupando os carros trazendo mais emoção ao final da prova. Na relargada Mercedes/ RBR/ Renault e Racing point. E para coroar o dia Lewis Hamilton venceu o gp igualando o número de vitórias, 91, ao alemão Michael Schumacher. Em segundo Max Verstappen da Red Bull com Daniel Ricciardo da Renault em terceiro e Sérgio Perez da Racing point em quarto lugar.

Agora a fórmula 1 dá uma pausa e volta no dia 25 com o gp de Portugal. Enquanto isso a Honda anunciou a sua saída da competição após a temporada de 2021. De acordo com à montadora japonesa a saída se dá para voltar as atenções a tecnologias mais sustentáveis e amistosas ao meio ambiente na indústria automotiva.

A decisão é comunicada ainda com corridas pela frente em 2020 e toda a temporada de 2021. Temporada essa na qual a Red Bull ainda falava sobre crescer em todos os aspectos, inclusive o do motor para brigar com a Mercedes. Desta forma o que se sabe sobre à equipe austríaca é que entrará na nova fase da fórmula 1 em 2022 com outros motores. No comunicado em que anunciou a saída assinado pelo presidente e diretor executivo Takahiro Hachigo, a Honda agradeceu as parcerias atuais da Red Bull e AlphaTauri. A temporada 2021 encerra a quarta passagem da Honda no mundial de fórmula 1 .

Walter Westphal

Deixe uma resposta