Pedido de desculpas

A arremessadora de martelo norte-americana, Gwen Berry, recebeu uma ligação do presidente do Comitê Olímpico norte americano, na noite de ontem.

O teor da conversa girou em torno do protesto feito pela atleta durante os jogos pan-americanos de lima 2019.

 A atleta foi suspensa por um ano, pelo fato de ter feito o gesto anti racista quando conquistou a medalha de ouro no arremesso do martelo em Lima no Peru, no ano passado.

 O pedido de desculpas veio após o a onda de manifestações politicas e sociais nos EUA.

Em razão dessa manifestação Gwen Berry foi suspensa por um ano pelo comitê olímpico de sus país. A pena ternina em agosto e com o remanejamento de data dos jogos olímpicos a atleta ainda terá chance de se classificar para Tóquio 2021.

Deixe uma resposta